Sobre a Vida

Raízes

ncnc_raízes

Sempre pensei ter a alma como aquelas árvores de copa grande. Que anseiam por tocar as nuvens e macular o azul do céu. Por fazer sombra em terrenos onde arde o sol.

Nunca pensei ser, ao invés, daquele outro tipo. De grandes raízes. Que precisam de espaço sob a terra para crescer. Que cavam. Escavam. Estouram asfaltos. Racham calçadas. E que, disso, dependem para se sustentarem. Para manterem-se em pé.

Talvez por isso precisei, sempre, plantar-me em terrenos tão longíquos. Onde teria a certeza de não machucar, com minhas raízes, aqueles ao meu redor. E nem quebrar as fundamentações daquilo construído em meu entorno. 

E hoje, entre cada leve brisa de liberdade que sopra em meus galhos, sinto o frio da solidão percorrer minha estirpe. Que, por mais longa que seja, ironicamente, não deixarão – nunca – de estarem distantes.

Padrão
Sobre o Coração

Florescer

37-florescerExiste essa flor teimosa.

Não tem cor em definitivo. Já vi das brancas, alvas como céu de inverno. E das vermelhas. Dizem existir das amarelas também, alegres como o despertar num dia de domingo.

É amorfa. Tem contornos únicos. Já vi das grandes o bastante, do tamanho de todos os olhos do mundo. E também das pequenas, timidamente nascidas num cantinho qualquer do vaso.

Essa flor se chama Amor. Gosta de brotar na mais árida das terras. Naquele esquecido, já desesperançoso, jardim.

Padrão
Páginas dedicadas

Atemporal

32-atemporalQueria te escrever um texto suave como o afago que você é ao coração das pessoas que te cercam.

Te escrever um texto perene. Que atravessasse o tempo. Que fosse velho. E moderno. Que fosse atemporal, como você é – e nem imagina ser.

Que fosse longo como seus abraços. E breve como a fração de segundos que demoramos pra reconhecer em seus olhos aquele pedaço que – de nós – se perdeu.

Um texto pra agradecer. Agradecer pelo almoço. Alimento para o estômago e para a alma. Agradecer por você ser florida sempre. Mesmo em domingos chuvosos que não parecem primavera.

Para Vânia Myrrha

Padrão