Porque escreve

Uma dessas pessoas queridas que a gente costuma encontrar por aí, certa vez, me deu um caderno de presente. Não lembro qual a ocasião, mas lembro que era um presente apropriado. Apropriado para ficar guardado por meses na minha gaveta. Não com desprezo. Com cuidado. Com carinho.

Muitos dias depois, era um outro certo dia. A vida estava pesada. Foi à luz do monitor que peguei esse caderno e comecei a escrever frases sem sentido. Tudo pareceu ter ficado mais leve.

Comecei, então, a escrever nele aquilo que não cabia mais no meu coração. Mas páginas se acabam. E, hoje, preciso de um outro lugar para escrever aquilo que não coube no caderno (e no coração).

4 comentários sobre “Porque escreve

  1. Roberta disse:

    Hummm…então este é o grde lance da arte…
    Tudo akilo q ñ cabe na alma…transfere-se p/o visível ou palpável,,,desagua no oceano e vai ao encontro de outra alma…questionadora, aflita,carente ou não de respostas,solitária,ardente ou em neve..até q esta outra alma diga: amém… entendo e respeito a sua INSUSTENTÁVEL LEVEZA DE ‘SER’…

    • Oi Roberta, isso tudo é um processo!
      Nem sempre a gente consegue entender e expressar as coisas que parecem não caber na alma! Mas é um exercício :) Um gostoso exercício. Ainda mais quando a gente vê que toca as pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s