Sobre a Vida

Contra-forma

ncnc_contraforma

Beba as palavras que não eu falei. Deixe que seu corpo bóie no mar de coisas que não expressei.

Respire cada virgula que, nas frases daquela conversa, eu não coloquei. Deixe que bata em seu rosto a brisa dos suspiros que não dei.

Permita que os sons que eu silencio te façam entender: é nas sombras que me deixo ver. Nas entrelinhas que me faço ler. Eu me mostro no avesso do meu ser.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s