Páginas dedicadas

Nuances

ncnc_nuances

Lembro de como você nos levava pra caminhar à noite antes de dormir. Lembro do medo de estar no escuro. E da segurança de estar ao seu lado.

Lembro de como você nos dizia para respirar fundo e fixar os olhos na imensidão sem foco do breu. Lembro de você falando que tudo ficaria bem. E de como tudo, depois de poucos segundos, te obedecia, e tornava-se tão visível como a lua distante lá no céu.

Foi com você que aprendi a ver o invisível. E a enxergar nuances na escuridão. Foi por você que aprendi a sentir o distante. A ver o brilho que reluz daquilo que não brilha, mas que nunca se apaga.


Feliz dia dos pais
Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s