Páginas dedicadas

Dois Botões

ncnc_doisbotões

Hoje, me sinto como as flores da minha infância. Sinto a mesma dor que seus galhos sentiam quando eram alvejados pela tesoura cruel da minha avó.

Dizia ser preciso tirar as flores já bonitas. Plantá-las em outos vasos. Talvez em alguns muito distantes. Dizia que, só assim, continuariam a florir.

Hoje, então, me sinto assim: como as flores da minha avó. Sentindo a falta de um par dos seus mais belos botões. Triste por abrir mão. Mas feliz por saber que, mesmo longe, a florir eles continuarão.


À Aisha e Larissa
Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s