Sobre a Vida

Dois Mil e Quinze

ncnc_doismilequinze

Vejo o sol iluminar uma grande estrada. Um longo caminho que toma o horizonte e esconde, da segurança de minhas retinas, seu ponto final.

Coloco expectativas na mala. E a deixo esquecida, perdida em devaneios, na linha de partida. Porque quero caminhar leve. Colher flores pelo caminho. Quero tudo que não caiba em minhas mãos. Tudo que preencha e transborde meu coração.

Lavo a alma com as lágrimas que inevitáveis serão. Parto em busca de um norte, guiado pelo brilho dos meus olhos, que iluminam o caminho como um grande farol.

Assim, para o longe, eu vou. Com a resiliência adquirida por esses pés. A bravura inconsciente desse peito. Com a coragem e a gana dessa inabalável fé.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s