Sobre a Vida

Recomeço

ncnc_recomeço

Ouviu que a felicidade é como o sol entrando por uma fresta. Que esquenta, a fogo baixo, a pele ainda fria.

Esfregou, nos braços, as mãos. Colocou os ralos cabelos pra trás e levantou-se, então. Abriu de supetão a janela do quarto escuro em que se encontrava. Num só empurrão.

No parapeito, sentou-se equilibrando seu corpo. Deixou os pés pendurados sobre o abismo daquele que era o mais alto que já chegou. E ficou.

Ficou… e ficou. Lá, esperou.

Esperou que o sol incidisse perpendicular a seu peito e derretesse o gelo que, ao redor do seu coração, se formou. Fazendo pingar esperança na semente do novo que estava pra brotar, na palma da sua mão.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s