Sobre a Vida

Dois mil e quatorze

ncnc_doismilequatorze

Que 2014 seja uma grande folha em branco. Sem pauta. Sem margem. Sem expectativas. Sem nada.

Uma folha onde você decida o que escrever. E como escrever. Decida o que quer ser. Uma folha onde você escolha que caneta usar (da cor que seu coração mandar). Onde você sinta-se livre sobre como se orientar. E escreva de lado. De pé. De atravessado.

Que 2014 seja uma imensa folha em branco. Onde caiba um poema despretensiosamente rimado. Um coração, ao rodapé da folha, rabiscado. Onde caiba tudo que, no seu peito, ainda está engasgado.

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “Dois mil e quatorze

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s