Sobre a Vida

Pequenas Mortes

28-pequenasmortes

 

Viver é uma sucessão de pequenas mortes. A alma morre silenciosa nas menores coisas. Um pouco a cada dia, ela morre insistentemente.

No horizonte, assistimos ao enterrar do sol. Com ele, vão-se os sonhos que as curtas longas horas do dia não tiveram braços para abraçar. Velam-se esperanças. Sepultam-se os amores que – se vivos continuassem – nos impediriam de respirar.

Muito perdemos pra poder ganhar. Não se anda pra frente sem, para trás, algo deixar.

Vida e morte tem essa relação. É intrínseca. Cruel. Humana e paradoxal. É como o mundo sabe fazer girar: morrendo hoje pra, amanhã, à vida voltar.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s