Sobre a Vida

Não Dito

13-nãodito

Sempre troquei palavras pelo silêncio, covarde e comodamente acreditando que o não dito teria sua voz calada pelo tempo. Abafada pelo tic-tac dos ponteiros. Que seria encoberta por cada novo nascer do sol.

Seria lógico. Perfeito. Só não caberia nessa vida tão sem jeito.

O que não foi dito continua pensado. Por isso permanece. Com voz baixa. Fraca. Um quase sussurro, quase lamento. Um quase tormento. Ainda aqui dentro.

Ecoando pelo peito. Reverberando na cabeça. Escorrendo em palavras pelo canto da boca. O não dito, hoje faz-se ensurdecedor discurso que teimo em tentar esquecer.

Anúncios
Padrão

5 comentários sobre “Não Dito

  1. Pingback: Papel e Tudo » Não Dito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s